english version

ALTOS

CERRADÃO
Altura entre 6 e 12m, com densidade permitindo a chegada de luz ao solo.

Entre as plantas típicas:
Aroeira - Myracrodruon urundeuva, Timbó - Magonia pubescens, Gonçalo - Astronium fraxinifolium, Carvão - Callisthene fasciculata, Ipê-de-folha-larga - Tabebuia impetiginosa, Cipó-tripa-de-galinha - Bauhinia glabra.

MATA SEMI-DECIDUAL
Possui muitas árvores de grande circunferência e altura em torno de 18m, sendo mais densa e sombreada que a anterior.

Nela encontramos como plantas típicas: Acuri - Scheelea phalerata (alimento fundamental da arara-azul), Figueiras - Ficus spp, Manduvi - Sterculia striata, Mulateira - Albizia niopioides, Jatobá-mirim - Hymenaea courbaril, Olho-de-pomba - Diospyros obovota, Seputá - Salacia elliptica.

MATA DECIDUAL
Com altura em torno de 20 metros, quase sem sub-bosque, é menos densa que a anterior.

Nela encontramos como plantas típicas:
Carrapicho - Pisonia zapallo, Taiúva - Maclura tinctoria, Marmelada-de-cachorro - Alibertia sessilis, Cacto - Cereus peruvianus, Pitomba - Talisia esculenta, Castelo - Calycophyllum multiflorum e bromélias epífitas.

MATAS INUNDÁVEIS

Composição variada, conforme solo e condições de inundação. A altura também varia entre 6 e 12 metros. A circunferência das árvores é menor que das matas secas, porém com maior densidade. Sub-bosque bem desenvolvido, limitando a entrada de luz.

Em solo argiloso pode-se encontrar: Cambará - Vochysia divergens, Roncador - Mouriri guianensis, Bacupari - Rheedia brasiliensis, Caneleira - Ocotea suaveolens, Canafístula - Cassia grandis, Leiteiro-de-tucano - Brosimum lactescens, Jenipapo - Genipa americana, Pau-d’óleo - Copaifera langsdorfii, Urumbamba - Desmoncus sp.

Em solo arenoso: Guanandi - Calophyllum brasiliense,
Pombeiro-preto
- Combretum laxum, Cipó-de-quina - Gouania latifolia, Cachuá-vermelho - Trichilia catigua, Ingá - Inga urugüensis Pimenteira - Licania parvifolia (o substrato preferencial de orquídeas).




BREVE FOTOS A vazante é uma trilha em mata densa com variados pássaros endêmicos do Pantanal. Baía do Bamburro, sempre com água e peixes à disposição da variada fauna local. BREVE FOTOS Antiga área de plantio, retomada por bem desenvolvida mata de carvoeiro. Nesta trilha, percorre-se diferentes tipos de mata que varia com a altitude do terreno. BREVE FOTOS BREVE FOTOS BREVE FOTOS A trilha da Piúva de Cipó leva a uma mata alta à beira do Bento Gomes com rica fauna. Chega-se à Baía do Retirinho por uma trilha cheia de belas paisagens. BREVE FOTOS BREVE FOTOS A sede da pousada é integrada à vida de fazenda sem esquecer o conforto. A trilha do Piquetão, ao redor de vários capões, é boa opção para o fim da tarde. O Capão da Onça é grande e de fácil acesso a pé a partir da pousada. A estrada de acesso é um espetáculo em si, além de prestar-se à focagem noturna. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. Um passeio a cavalo pelo largo é uma experiência inesquecível. A vazante é uma trilha em mata densa com variados pássaros endêmicos do Pantanal. Nesta trilha, percorre-se diferentes tipos de mata que varia com a altitude do terreno. O Bento Gomes corre na cheia, enchendo de peixes as baías e lagoas. O Bento Gomes corre na cheia, enchendo de peixes as baías e lagoas. Trilha da Baía do Bamburro. BREVE FOTOS Trilha da Baía do Bamburro. Trilha alternativa para a Baía do Bamburro. Trilha da Piúva de Cipó Trilha do Retirinho Antiga área de plantio, retomada por bem desenvolvida mata de carvoeiro.










Cerradão, matas secas decíduas e semi-decíduas. Áreas com árvores e arbustos resistentes à cheia, com níveis de inundação variável. Áreas de cerrado nem sempre alcançadas pelas enchentes. Pastagens naturais inundáveis durante o período de chuvas. Áreas de brejo, inundadas durante todo ou grande parte do ano. Ilhas de mata seca circundadas de lixeiros, campos e/ou baixios. Tanques e bebedouros naturais ou construídos. Matas de galeria, capões próximos a tanques e poços.

LIXEIROS

Lixeiro é o nome dado ao cerrado pantaneiro, savana inundável com capins altos dos demais cerrados do Brasil, como Rabo-de-lobo - Andropogon sp, entremeadas de murundus (pequenas elevações), onde ocorrem árvores dos cerrados.

Nas áreas campestres ocorrem:Orquídea - Stenorrhynchus sp, Arixicum - Annona dioica, Goiaba-araçá - Psidium guineense, Ata-do-campo - Annona cornifolia.
As arbóreas dominantes nos murundus são: Cumbaru - Dipteryx alata, Lôro-preto - Cordia glabrata, Paratudo - Tabebuia aurea, Jatobá-de-cerrado - Hymenaea stigonocarpa, Olho-de-boi - Diospyros hispida, Lixeira - Curatella americana, Canjiqueira - Byrsonima spp.

CAMPOS

Os campos sazonalmente inundados (chamados localmente largos), são paisagens campestres com capins não ocorrentes nos cerrados, mas encontrados em regiões meridionais (pampas e chaco) e setentrionais (Amazônia) da América do Sul,com espécies do gênero "Axonopus" e "Paspalum", entre outras.

Há herbáceas como:
Tucum
- Bactris glaucescens, Algodoeiro - Ipomoea fistulosa, Erva espichadeira - Solanum glaucophyllum.

Entre as arbóreas (esparsas), sobressaem:
Piúva-de-folha-miúda - Tabebuia heptaphylla,
Morcegueiro - Andira inermis.
Na fase de enchente, desenvolvem vegetação aquática como: Erva-vermelha - Ludwigia sp, Aguapés - Eichornia spp.

BAIXIOS

Os baixios ou brejos são paisagens permanentemente inundadas, variando sua composição vegetal e altura, situada entre meio e 2 metros.

Entre as espécies encontradas estão :
Aguapés
- Eichornia spp,
Piri
- Cyperus giganteus,
Caeté
- Thalia geniculata, Golfo - Limnocharis flava, Nenúfar - Nymphaea sp.

FB
Fale conosco no Facebook e conheça nossas galerias de fotos

| INÍCIO | ONDE | PANTANAL | FAUNA | FLORA | ECOTURISMO | PAISAGENS | POUSADA | CONTATO | FACEBOOK |
Rod. Transpantaneira KM33 - Poconé - MT - Brasil

 

What are replica watches. They are imitations of one of any number of authentic luxury watch models. They appear to be genuine products although in reality they are manufactured very differently and at a much more affordable cost than those from rolex replica sale. There are several little-known fake rolex sale and one of the most important ones is that hardly anyone will be able to differentiate between a real watch and a replica without thorough examination. There are plenty of happening issues in replica watches sale that information on big fashion event like a fashion week in France or some fashion awards is available online for consumers' references. Marketers have to keep up with the current replica watches uk trend so that they can provide vital information to companies. Online rolex replica sale are countless from branded name to small boutique vendors, the online network has become an ideal platform to sell and buy.